segunda-feira, 9 de maio de 2011

terça-feira, 3 de maio de 2011

domingo, 1 de maio de 2011

Trabalho Escravo,
Duro É O Lavor!!!



Nas Mãos Aparecem Os Cravos,
Iguais Os Das Mãos Do Salvador!!!


Nos Cansados E Surrados Ombros,
Carregam Nas Sombras Os Troncos!!!

Dormem Em Meio Aos Escombros,
Só Partilham Da Mesma Dor, Fome e Roncos!!!

Sentem Na Carne Os Açoites,
Muitos Depois São Decapitados A Foices!!!

Que É Para A Ninguém Contar,
Por Que Não Podiam Ao Convívio Voltar!!!

Deles Ninguém Tem Compaixão,
Sempre Souberam De Tudo Cada Regente Da Nação!!!

Como Indigentes São Sepultados,
Pelos Próprios Amigos, Que Ao Lado Serão Enterrados!!!

E Nós Ainda Nos Achamos No Direito De Reclamar,
Por Alguma Coisinha Que Está A Nos Desagradar!!!


...


Pequena Poetisa-Vana Fraga